Leishmaniose Visceral Canina – KALAZAR DETECT

 

Saiba os principais sintomas da doença:

– Conjuntivite;

– Lesões e alterações de pele, com perda de pelos;

– Perda de apetite;

– Emagrecimento crônico;

– Prostração;

– Crescimento acentuado das unhas;

 

Como é transmitido:

Pela picada do mosquito-palha ou palhinha (flebótomo).

Esses insetos podem ser encontrados ao redor das residências em locais sombreados e com matéria orgânica (galinheiro, chiqueiro, canil, lixeiras, etc.) e também em seu interior.

Uma vez infectado o cão torna-se reservatório da doença, e pode ser fonte de infecção para outros animais ou mesmo para seres humanos que vivem ao seu redor.

 

Como diagnosticar a doença?

Através do teste rápido Kalazar Detect.

Trata-se de um teste de no máximo 5 minutos apenas, que utiliza a plataforma de imunocromatografia de fluxo lateral para detecção de anticorpos anti rK39. O teste pode ser realizado com soro, plasma ou sangue de cães com suspeita da doença e também na triagem de cães com indicação de receber a vacina contra a Leishmaniose.

Nesse caso, se você já é distribuidor da vacina, saiba que o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), através da Instrução Normativa Interministerial Nº 31 de 09/07/2007, exige que a vacina seja feita por um médico veterinário somente em cães assintomáticos e com resultados sorológicos negativos para Leishmaniose Visceral Canina, podendo ser utilizado o teste Kalazar para diagnosticar.

Por se tratar de um antígeno específico da L. infantum chagasi o rK39 não produz reações falso positivas com a Leishmaniose Tegumentar ou Antígenos utilizados nas vacinas contra Leishmaniose Visceral. Tem por finalidade auxiliar no diagnóstico exclusivo da Leishmaniose Visceral Canina.

 

A sensibilidade do teste é de aproximadamente 90% e sua especificidade é de 100%.

Baixe nosso aplicativos
Play store App store